Marcar 1ª Consulta

Nos últimos anos, o desejo de ter uma aparência saudável, jovem e bonita, tornou-se cada vez mais uma exigência nos nossos tratamentos. A Dentística Restauradora é usada para clarear, aumentar, diminuir, corrigir de pequenas à grandes imperfeições, ou seja, tudo que pode prejudicar a beleza e harmonia de um sorriso.

resina antes e depois

Restaurações

A medicina dentária actual procura restabelecer a estética e o bem estar dos pacientes, devolvendo-lhe a auto-estima, o prazer em sorrir, ou seja, o prazer em viver. Inúmeras são as técnicas e materiais utilizados para a melhoria do sorriso que vão desde o branqueamento dentário, resinas, facetas e coroas de porcelana. Hoje os pacientes já procuram o tratamento dentário por estética.

As restaurações em resina, também conhecidas como restaurações brancas, são muito utilizadas hoje em dia, seja para trocar restaurações antigas ou restaurar cavidades de cárie. As resinas também são muito utilizadas para melhorar a forma de dentes, consertar dentes fracturados, manchados, espaçados ou um pouco desalinhados que podem ser transformados  num novo sorriso. É possível mudar todas as restaurações escuras ou metálicas. Os dentes posteriores, que antes eram restaurados apenas por amálgama de prata (material metálico, de cor cinza), agora já podem ser restaurados em resina.

A vantagem mais conhecida das resinas compostas é a estética. Quando correctamente utilizadas, as resinas, restauram o dente de forma “conservadora”, pois se aderem ao dente como “cola”. Assim, não requerem desgaste de tecidos dentários sadios, ou seja, o dentista remove apenas a cárie ou a restauração antiga.

Branqueamento Dentário

O desejo por um sorriso mais branco é  cada vez mais comum. O branqueamento dentário é uma solução não invasiva que branqueia a superfície dentária e é um método excelente para obter um sorriso mais bonito.

Segundo a Dra Rosiana Tavares  um dos tratamentos mais procurados actualmente é o branqueamento dentário, de forma a recuperara cor original dos dentes pois com a idade há um escurecimento natural dos dentes que é acelerado pela ingestão de alguns alimentos e bebidas como o vinho tinto, refrigerantes, café  ect..

Existem dois tipos de branqueamento dentário:

  • Branqueamento com moldeiras (caseiro):

No branqueamento caseiro a maior parte do tratamento é realizada pelo próprio paciente, o qual utiliza um gel dentro de uma moldeira personalizada feita pelo dentista. Estes materiais são fornecidos pelo Dentista, que irá supervisionar o tratamento.

  • Branqueamento no consultório (laser):

No branqueamento realizado no consultório, o dentista irá aplicar sobre os dentes um agente gel clareador. Durante a aplicação, a gengiva, lábios e bochechas são protegidos .É aplicado de seguida o laser que irá promover uma intensificação do branqueamento.

As duas técnicas associadas trazem ótimos resultados.

As principais indicações para realização dos tratamentos estéticos compreendem alterações na face vestibular (parte de fora) dos dentes anteriores, manchas por fluorose, escurecimento dos dentes, má formação, mau posicionamento no arco, diastemas, restaurações amplas, perda de estrutura coronária por cárie ou traumatismo, tratamento das lesões de erosão, abrasão e atrição.

A faceta pode ser executada directamente na boca do paciente com resina composta ou  de porcelana realizada no laboratório e, posteriormente, colocada no dente do paciente. A Faceta proporciona um óptimo resultado estético e duradouro.

 Diastemas são espaços existentes entre os dentes que podem comprometer a estética e harmonia de um sorriso. Geralmente existem entre os dentes anteriores superiores causando uma desarmonia na estética facial. A solução para esse problema é resolvido com a ortodontia ou com a área da odontologia estética  o uso de resinas ou com facetas de porcelana.

clareamento1-600x250
lentes_contacto_dentarias

Sensibilidade

Um problema que incomoda bastante os pacientes é a questão da sensibilidade dentinária na região do colo dos dentes. Já é possível minimizar esse sintoma e até mesmo eliminá-lo dependendo do caso.

A sensibilidade pode estar relacionada a diversos factores: retracção gengival (a gengiva retrai e expõe parte da raiz do dente, que é mais sensível), desgaste dentário (escovação incorrecta, hábitos de roer as unhas, ossos, canetas, ranger dos dentes ou bruxismo), lesões de erosão ácida (causada por dieta ácida, frutas cítricas, refrigerantes, vinhos e até problemas estomacais como refluxo gastro-esofágico), defeitos de formação de tecidos dentários (dentinogênese e amelogênese imperfeitas), etc. A cárie também pode dar sensibilidade. O dentista deve ser consultado para diagnosticar e tratar este problema.

Especialidade (para escolher varias prima ctrl)

Data preferencial para a consulta (ex. terça-feira dia 3 de outubro..")

Periodo preferencial para a consulta

Mensagem ou dados adicionais